David Goldman, modelo norte-americano que disputa a guarda do filho que teve com a brasileira Bruna Bianchi, que faleceu no ano passado, desembarcou na manhã desta quinta-feira (12/03) no Rio de Janeiro. Ele está no país para realizar os exames solicitados pela Justiça brasileira. Do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), Goldman foi direto para um hotel em Copacabana, na zona sul da cidade, escoltado por agentes da Polícia Federal.

Ele tenta recuperar a guarda do filho desde 2004, quando Bruna viajou para o Rio durante uma visita aos pais e não voltou aos Estados Unidos. Em agosto do ano passado, ela morreu durante o nascimento da primeira filha com o novo marido, o advogado João Paulo Lins e Silva, que hoje detém a guarda do garoto. O caso foi parar nas grandes redes de TV e jornais dos EUA. A história foi tema especial nos programas Larry King Live e NBC Today Show, onde a secretária de Estado, Hillary Clinton, defendeu que a guarda do garoto seja do pai.

Na última terça-feira (10/03), o assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva Lula não pretende tratar da disputa pela guarda da criança durante o encontro com o presidente americano Barack Obama , que ocorrerá sábado (14) em Washington.

Apesar disso, um grupo que mantém um site de apoio a David Goldman organiza uma manifestação em frente à Casa Branca durante o encontro entre os dois presidentes. Eles pretendem fretar três ônibus para levar 200 manifestantes de Nova York até Washington. Mas Goldman não deverá estar presente.

Chega ao Rio americano que disputa guarda de filho que teve com brasileira

Sem mais artigos