Chico Buarque, Milton Hatoum e Rubem Fonseca estão entre os autores mais lembrados por estudiosos de literatura brasileira no exterior. Eles são inclusive mais citados que Euclydes da Cunha e Manuel Bandeira.

A descoberta é parte de uma pesquisa desenvolvida por Felipe José Lindoso e Claudiney Ferreira, que enviaram questionários para mais de mil tradutores, pesquisadores e professores que se dedicam à literatura brasileira.

O trabalho começou em 2007 e, até o momento, 108 respostas foram recebidas. A maior parte delas veio dos Estados Unidos (46%), Inglaterra (10,8%) e França (9,7%).

Entre os estudiosos participantes, quase 70% tem interesse na produção contemporânea, enquanto apenas 5% disseram não ter (o restante não respondeu a essa questão). Ainda assim, Machado de Assis continua sendo o autor brasileiro mais citado pelos estrangeiros.

A análise completa dos dados será apresentada na noite desta segunda (30), na abertura do 2º Conexões Itaú Cultural: Encontro Internacional de Literatura Brasileira, no Rio de Janeiro. Os primeiros números foram adiantados pelo jornal Folha de São Paulo.

Sem mais artigos