Os funcionários públicos da pequena Brooksville, na Flórida, terão que seguir um rígido padrão de conduta, que obriga inclusive o uso diário de desodorante e roupas de baixo. O conselho da cidade, que tem apenas 8 mil habitantes, aprovou esta semana o pacote com as novas regras.

De acordo com os conselheiros, que seriam o equivalente aos vereadores no Brasil, a ideia é melhorar a imagem pública de Brooksville. Esta, aliás, não é a primeira vez que eles tentam impor um código.

Em 1996, o então prefeito foi acusado de assédio sexual. Mas a culpa caiu sobre a vítima, que teria “provocado” o político, segundo a conselheira Mary Staib. Na época, ela apresentou uma proposta que proibia o uso de roupas consideradas inapropriadas, mas o projeto foi vetado.

A resolução agora aprovada inclui os seguintes itens:

– Roupas de baixo agora são obrigatórias;
– Funcionários devem usar desodorante;
– não são permitidos tops e roupas de lycra no trabalho;
– não são permitidas saias “abaixo da linha da cintura”;
– não é permitida nenhuma outra roupa que possa ser “dispersiva, ofensiva ou reveladora”;
– Apenas orelhas podem ter brincos visíveis;
– Todos os cortes ou ferimentos devem ser cobertos.

Sem mais artigos