Através da Lei Rouanet, a Record conseguiu R$ 16 milhões para investir na digitalização das imagens de seus festivais de música, dos gols de Pelé, das primeiras séries nacionais e dos arquivos da construção da Brasília.

No acervo há cenas do primeiro seriado nacional, o Capitão 7, programas como O Fino da Bossa, de Jair Rodrigues e Elis Regina, festivais de MPB e a Jovem Guarda, de Roberto Carlos. Há também episódios da lendária Família Trapo (1967), com Jô Soares e Ronald Golias. Por fim, lendários gols de Pelé também fazem parte do arquivo.

O processo de digitalização já começou e, segundo o diretor da Record Entretenimento, João Luiz Urbaneja, deve levar de dois a três anos para ser finalizado.

A Record tenta encontrar parceiros interessados em patrocinar a iniciativa.

Com incentivo da Lei Rouanet, Record digitaliza festivais, séries e gols de Pelé

Sem mais artigos