Com a vaga garantida na Copa Libertadores de 2010, o Corinthians pode iniciar o ano de seu centenário com um velho conhecido debaixo das traves alvinegras: reserva no Milan, o experiente Dida pode regressar ao Timão atendendo a um antigo desejo do presidente Andrés Sanchez.

A possível contratação do ex-arqueiro do clube do Parque São Jorge, campeão brasileiro em 1999 e mundial no ano seguinte, se deve ao fato de que o atual titular, Felipe, não agrada boa parte da diretoria corintiana. Segundo torcedores e diretores da equipe paulista, o gênio temperamental do goleiro e sua alternância de bons e maus momentos no gol corintiano, não são bem vistos para um ano de disputas importantes como será o da comemoração dos 100 anos do Corinthians, em 2010.

Vale lembrar que Felipe já foi pivô de polêmicas no time ao discutir a renovação de contrato em público, desagradando dirigentes e, inclusive, chegou a ter atritos com o técnico Mano Menezes, que em algumas oportunidades o sacou do time para promover os reservas Júlio César e Rafael.

A chegada de Dida seria facilitada pela identificação que ele tem com o Alvinegro. Além disso, o goleiro do Milan tem ótimo relacionamento com Ronaldo, com quem jogou na Itália e na seleção brasileira, e com o mandatário Sanchez, que cuida pessoalmente do regresso do jogador.

Sem mais artigos