A briga para conseguir sediar os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 está cada vez mais acirrada entre as quatro cidades (Rio de Janeiro, Chicago, Tóquio e Madrid) que ainda possuem chances de receber o maior evento esportivo do mundo. A rivalidade é tão grande que no início desta semana foi especulado que o jornalista Simon Walsh, funcionário do Comitê de Candidatura da capital espanhola, veio ao Rio como suposto profissional da agência de notícias EFE para “colher” informações da candidatura carioca.

Irritados com a notícia, alguns membros do Comitê do Rio 2016 chegaram a divulgar que denunciariam Madri à Comissão de Ética do Comitê Olímpico Internacional (COI), por causa da suposta espionagem.

Porém, na noite da última terça-feira, tanto o presidente de honra da Fifa e membro do COI João Havelange e o governador Sérgio Cabral Filho defenderam que o episódio seja esquecido, eliminando assim a possibilidade de denúncia e provável eliminação da cidade espanhola.

Sem mais artigos