A candidatura do Rio de Janeiro aos Jogos Olímpicos de 2016 ganhou o apoio oficial do Conselho do Esporte das Américas durante a assembleia geral da entidade, realizada terça-feira no Panamá.

O projeto carioca foi apresentado durante o evento e as 26 nações que formam o conselho assinaram uma moção de apoio logo em seguida.

Segundo o Secretário Executivo do Ministério do Esporte, Wadson Ribeiro, os Jogos podem representar novas oportunidades para o continente e para os países em desenvolvimento.

“Os Jogos Olímpicos de 2016 não serão apenas do Rio e do Brasil. Serão da América do Sul, e de todo o povo latino-americano. Por isso, pedimos o apoio dos nossos países irmãos”, disse.

“É fundamental que as nações latino-americanas estejam unidas para que a América do Sul os receba pela primeira vez. Esta será uma conquista histórica e abrirá portas para o continente”, completou Wadson em declarações divulgadas pela assessoria de imprensa da candidatura.

Já o Diretor de Relações Internacionais da proposta, Mário Cilenti, destacou o Centro Olímpico de Treinamento, que será construído na Barra da Tijuca e poderá receber 22 esportes.

“Seu objetivo é desenvolver o esporte de alto rendimento no Brasil e na América Latina. É um projeto que fortalece o esporte latino-americano e ajudará os países da região a conquistar mais medalhas olímpicas”, explicou.

O Conselho do Esporte das Américas conta com representantes das organizações governamentais esportivas para discutir temas relacionados ao desenvolvimento do esporte. Lima, Bogotá e Toronto, candidatas à sede dos Jogos Pan-Americanos de 2015, apresentaram seus projetos.

Sem mais artigos