Um grupo de cinco criminosos libertou funcionários que eram mantidos reféns, desde a manhã de hoje, no Centro de Detenção Provisória (CPD1) de Guarulhos, na Grande São Paulo. Ningém ficou ferido.

De acordo com informação inicial da Polícia Militar, o grupo havia invadido a cadeia durante o horário de visita com a intenção de resgatar alguns presos. No entanto, a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) disse, no começo da tarde, que se tratava de uma tentativa de fuga de cinco detentos armados

A PM chegou a cercar o local, que fica na rua José Marques Prata, no bairro Várzea do Palácio. Os reféns foram libertados por volta de 14h40. Pelo menos uma arma foi encontrada com os presos.

O local tem capacidade de 768 detentos mas abriga 1.927, segundo a SAP.

Sem mais artigos