O ator australiano Hugh Jackman apresentou no México X-Men Origens: Wolverine, a mais recente saga dos famosos mutantes, e que só agora estreia no México, já que a previsão anterior, de 30 de abril, foi adiada devido à epidemia de gripe suína.

Em uma coletiva de imprensa na Cidade do México, Jackman mostrou sua repulsa à discriminação sofrida pelos mexicanos ao redor do mundo por causa da doença, e assegurou que não há nenhum motivo para não visitar um país que, como seu personagem Wolverine, “é indestrutível”.

O ator (nascido na Austrália em 12 de outubro de 1968) mostrou-se contente por visitar o país e disse que uma das razões pelas quais queria conhecê-lo era para demonstrar “que não há nada a temer”.

O australiano se reuniu também com o presidente Felipe Calderón e sua família, com que teve “um encontro muito amigável”, no qual o governante explicou como está a situação da nova gripe e as medidas aplicadas para conter a epidemia.

Depois de atraso devido à gripe, Jackman celebra Wolverine no México

Sem mais artigos