Com dinheiro da cota de passagens aéreas da Câmara, o deputado Eugênio Rabelo (PP-CE) comprou 77 passagens para o time do Ceará Spoting Club. Foram contemplados 27 jogadores, dois técnicos e três dirigentes, além de parentes e amigos dos atletas e radialistas encarregados de cobrir os jogos do time. Os bilhetes são de 2007, época em que Rabelo também presidia o clube. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo apuração, o parlamentar teria gasto ao menos R$ 31,2 mil da cota aérea com esses bilhetes. Eles coincidem em data e destino com pelo menos duas partidas do Ceará na Série B do Campeonato Brasileiro.

Há passagens do dia 4 de agosto de 2007, no trecho Fortaleza-Brasília-Fortaleza. Naquele dia, o Ceará jogou contra o Brasiliense, tendo perdido de 3 a 2. Também há bilhetes no mesmo trecho nos dias 2 e 3 de outubro daquele ano. No dia 3, o Ceará jogou em Brasília contra o Gama. Mais uma vez perdeu, por 4 a 2.

Segundo a Folha, o deputado disse que usou a cota para ajudar alguns jogadores que eram seus amigos na época.

Rabelo foi eleito em 2006. Ele presidiu o Ceará por dois anos e dois meses, entre janeiro de 2006 e março de 2008. Após uma sucessão de derrotas, ele deixou a presidência do clube.

Outras viagens

Além de bilhetes para jogadores, Rabelo também bancou com dinheiro da Câmara, somente em 2007, 77 passagens para mulher, filho, filha, genro e nora, ao custo de R$ 30,3 mil.

De sua cota também saíram 24 passagens para o exterior em nome de terceiros, para destinos como Londres, Miami e Buenos Aires. O deputado diz não reconhecer essas viagens nem os beneficiários.

Deputado usa cota aérea com time do Ceará

Sem mais artigos