Milhares de pessoas colapsaram o centro de Buenos Aires ao manter pelo segundo dia consecutivo um acampamento no meio da rua, para reivindicar participação nos programas de emprego desenvolvidos pelo Governo federal. Cerca de 10 mil manifestantes participaram do ato.


 


Os desempregados, integrantes de organizações opositoras a presidente Cristina Fernández de Kirchner, foram impedidos pela Polícia de chegar até a sede do Executivo, e por isso decidiram permanecer concentrados numa avenida próxima ao local. Eles denunciam que as vagas nos programas de cooperativas são limitadas aos simpatizantes do Governo e pedem que as autoridades proporcionem oportunidades a todos os cidadãos.

Sem mais artigos