Após ser substituído no duelo do Palmeiras contra o Atlético Goianiense, pela Copa do Brasil, o meia Diego Souza não gostou da reação da torcida que o vaiou, e assim que deixou o campo, xingou os palmeirenses que estavam atrás do banco de reservas.

Com a vitória de 1 a 0 aplicada no time de Goiânia – com gol alcançado no minuto final de jogo, com Cleiton Xavier batendo pênalti -, o Verdão conquistou a vantagem para a partida da volta, semana que vem, na região Centro-Oeste brasileira.

Contudo, quando Diego estava em campo, a partida ainda estava no 0 a 0, e, irritada, a torcida alviverde pegou muito no pé do camisa 7 da equipe do técnico Antonio Carlos Zago, que condenou a resposta do jogador às arquibancadas. Mas o defendeu.

“Na versão do Ronaldo, quando ele fez sinal para uns torcedores do Corinthians que o teriam xingado depois de um jogo, vocês acreditaram, então acreditem no Diego”, afirmou o comandante.

Capitão da equipe alviverde, o goleiro Marcos também saiu em defesa do armador do Verdão, e confirmou que os insultos de Diego para os torcedores foi direcionado para algumas pessoas, e não para a torcida do palmeiras em sua totalidade.

“Ele é cobrado mais do que os outros, a culpa não é só do Diego. Na explosão, foi assim que ele reagiu, mas deve pedir desculpas em breve”, disse o arqueiro.

Sem mais artigos