A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou, hoje (22), que está disposta, “se for o interesse do governo e do Parlamento”, a comparecer ao Congresso para prestar os esclarecimentos sobre o blecaute ocorrido há duas semanas em 18 estados. A oposição, na Câmara e no Senado, quer o comparecimento da ministra sob o argumento de que Dilma Rousseff é a responsável pelo atual marco regulatório do setor elétrico.

Acompanhada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a ministra esteve, pela manhã, na sede do Diretório Nacional do PT, em Brasília, para votar na eleição do novo comando do partido. Perguntada sobre o assunto pelos jornalistas, ela não poupou o PSDB e o Democratas (DEM). Dilma Rousseff acusou a oposição de ter “memória curta” e qualificou de exagero querer comparar um blecaute de cinc horas com o racionamento de energia no governo Fernando Henrique Cardoso de “cinco anos e 11 meses”.

Ao tratar dos dois episódios, a ministra recorreu até mesmo a uma comparação entre as festas de Natal durante o apagão no governo anterior e as que acontecerão neste ano. “Sabe aquela árvore de Natal que tem na Lagoa Rodrigo de Freitas [na cidade do Rio de Janeiro]? Sabe aquela outra que tem no Parque Ibirapuera [na cidade de São Paulo]? Sabe aquela outra que tem ali no Rio Grande do Sul? Ou em Natal ou em qualquer outro estado? A hipótese de você ter árvore de Natal em 2001 e 2002 era zero, porque não tinha energia. Hoje nós temos árvore de Natal”, disse.

Sem mais artigos