A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, sairá de férias por ao menos uma semana no início de setembro, após a divulgação do marco regulatório do pré-sal, medida que faz parte de uma estratégia do governo federal para blindar a pré-candidata do Partido dos Trabalhadores à presidência da República em 2010.

Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, líderes do PT e do governo no Congresso serão os responsáveis pelo “comitê” de pronta resposta da Esplanada a qualquer ataque e crítica da oposição, já que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recomendou que Dilma compareça apenas em eventos positivos, exatamente como o lançamento do marco regulatório.

Para o presidente, Dilma está repleta de trabalho e não pode administrar, de forma conjunta, a gerência das obras do Programa de Aceleração do Crescimento, os projetos sobre o pré-sal e as atividades de campanha, o que se assemelha ao posicionamento dos médicos, que recomendaram descanso após o término, na semana passada, do tratamento de radioterapia para combater um câncer no sistema linfático.

Sem mais artigos