O diretor de bateria da Portela, Jeferson Vianna, o “Van Damme”, foi assassinado a tiros na noite de sábado no que aparentemente foi um assalto, informou hoje a Polícia.

Jeferson Vianna, de 36 anos, foi baleado em Cavalcante, no subúrbio do Rio de Janeiro, supostamente por assaltantes que tentavam roubar seu carro e que se assustaram quando descobriram que ele era militar e estava armado. O diretor de bateria era sargento da Marinha.

Além de diretor de bateria da Portela, integrava a direção da escola de samba. Jeferson Vianna será sepultado na cidade de Santos, onde vivia com a família e onde fica a base da Marinha onde servia.

O militar trabalhava em Santos, mas todos os fins-de-semana viajava ao Rio de Janeiro para participar dos ensaios da bateria de Portela.

Sem mais artigos