Uma das mais famosas matriarcas do Brasil, a baiana Dona Cano, de 102 anos de idade, disse em entrevista à agência A Tarde que irá ligar para o presidente Luiz Inácio “Lula” da Silva para pedir desculpa pelas ofensas de Caetano Veloso, o mais conhecido entre os filhos de Canô.

Segundo a mãe de Caetano, que têm apoio irrestrito do filho Rodrigo Velloso em suas declarações, o problema se deu por conta do temperamento quente do compositor, que muitas vezes acaba falando demais em suas entrevistas.

“Se ele me atender, eu falo com ele. Vou falar o que estiver sentindo na hora”, explicou Dona Canô. “Tentei falar com ele no dia do seu aniversário, mas não consegui. Ele é muito ocupado.”

Caetano atacou Lula em uma recente entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, quando chamou o presidente de grosseiro, analfabeto e até de cafona, claramente perdendo o foco enquanto estava de cabeça quente com as atitudes do chefe da nação.

“Foi uma ofensa sem necessidade”, continuou ela na entrevista. “Caetano não tinha que dizer aquilo. Vota em Lula se quiser, não precisa ofender nem procurar confusão.”

Rodrigo, irmão de Caetano e secretário de Cultura de Santo Amaro, já havia se manifestado anteriormente sobre o episódio e divide a mesma opinião da mãe. Ele insiste que foi uma atitude impensada do irmão, que não deve ter feito as ofensas por mal.

“Venho a público esclarecer que a recente declaração, feita pelo cantor e compositor Caetano Veloso sobre o Presidente Lula, não expressa, em nenhuma hipótese, a opinião da família Velloso. Sua matriarca, Dona Canô, por meu intermédio, deseja se dirigir ao Governador Jaques Wagner, a todos os brasileiros e, principalmente, ao Presidente da República, com um sincero pedido de desculpas”, escreveu ele em nota oficial.

Sem mais artigos