Com a redução do chamado “efeito Dubai”, que provocou a queda das principais bolsas de valores na quinta-feira, após o anúncio de que um fundo de investimentos estatal pediu moratória da dívida, a Bolsa de Valores de São Paulo recuperou parte das perdas, encerrando a semana acima da barreira dos 67 mil pontos.

Ao final da sexta-feira, o Ibovespa avançava 1,07%, para 67.082 pontos, com giro financeiro de R$ 4,59 bilhões, pouco abaixo da média deste mês. Entre as principais ações da Bovespa, destaque para Petrobras, que ganhavam 1,04%, Vale, com valorização de 0,61%, e para os papéis de BM&F Bovespa, que subiram 1,55%.

Nos Estados Unidos, onde o pregão foi mais curto em razão da “Black Friday”, ponte do feriado do Dia de Ação de Graças, o mercado refletiu as notícias negativas vindas dos Emirados Árabes Unidos, com os índices terminando em queda: Dow Jones caiu 1,48%, Nasdaq perdeu 1,72% e S&P 500 recuou 1,73%. O dólar comercial teve queda de 0,34%, para R$ 1,744, enquanto o euro teve retração de 0,14%, valendo agora R$ 2,608.

Sem mais artigos