Popularmente chamado de professor pela maioria dos jogadores de futebol do Brasil, o técnico do esporte mais popular do mundo, que exerce um papel semelhante aos dos educadores, também merece ser parabenizado neste dia 15 de Outubro, Dia Nacional do Professor.

E para homenagear os mestres da bola, listamos os cinco técnicos em atividade no futebol que, assim como Minelli, Telê Santana, Zagallo, Ênio Andrade, Feola e tantos outros, transparecem o jeitão de professor.

Carlos Alberto Parreira

Carioca da gema, o técnico tetracampeão do mundo Carlos Alberto Gomes Parreira é um dos treinadores brasileiros com o maior estilo de professor. Formado em Educação Física pela Escola Nacional de Educação Física e Desportos, no Rio de Janeiro, em 1966, Parreira começou sua carreira como preparador físico do São Cristóvão, clube que revelou Ronaldo Fenômeno.

Aos 66 anos, Carlos Alberto Parreira carrega em seu currículo participações em Copas do Mundo por quatro seleções diferentes (Arábia Saudita, Brasil, Emirados Árabes e Kuwait), além das passagens históricas por Fluminense, em 1984, e Corinthians, em 2002. Parreira também escreveu o livro Formando Equipes Vencedoras, da Editora Best Seller, em 2006, que acabou não fazendo o sucesso esperado devido ao fracasso da seleção na Copa de 2006, na Alemanha.

Luiz Felipe Scolari

Ex-zagueiro e atualmente treinador, Luiz Felipe Scolari é único técnico da nossa lista que já deu aulas. Felipão foi professor de educação física na Escola A.J. Renner, também conhecida como Escola Industrial, no Município de Montenegro, no Rio Grande do Sul.

Campeão do mundo de futebol com a Seleção Brasileira em 2002, na Copa do Mundo do Japão e Coréia do Sul, Scolari também fez sucesso a frente de Portugal, quando levou o time à final da Eurocopa de 2004.

Mano Menezes

Formado em Educação Física e técnico de futebol desde 1992, o gaúcho Luiz Antônio Venker Menezes, mais conhecido como Mano Menezes, é o exemplo mais recente de treinador com jeitão de professor.

Após trazer o Grêmio de volta à Série A do Campeonato Brasileiro de 2008, quando disputou a épica batalha dos aflitos, Mano Menezes repetiu o feito com o Corinthians e hoje é um dos principais treinadores de futebol do país. Com seu estilo de professor, o treinador já conquistou os dois títulos que disputou em 2009: Campeonato Paulista Invicto e da Copa do Brasil.

Paulo Autuori

Sinônimo de sucesso como treinador e campeão em quase todas as equipes que já dirigiu, o técnico Paulo Autuori de Mello, hoje no Grêmio, é mais um que faz valer o apelido manjado.

Formado em Educação Física pela Universidade Castelo Branco e Administração Esportiva pela PUC-RJ, Autuori passou por equipes de Portugal como Nacional, Vitória de Guimarães, Marítimo e Benfica. No Brasil treinou Portuguesa (RJ), Botafogo, Cruzeiro, Flamengo, Internacional e Santos; e no Peru trabalhou no Alianza Lima, Sporting Cristal e Seleção Peruana.

Campeão da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes pelo São Paulo em 2005, Paulo Autuori também fez sucesso no futebol japonês e no Qatar.

Vanderlei Luxemburgo

Único treinador citado na lista que não possui formação em Educação Física, o professor Vanderlei Luxemburgo da Silva, carioca de Nova Iguaçu, é o dono do Instituto Wanderley Luxemburgo (nome artístico) – Universidade do Esporte, que ministra cursos relacionados ao futebol, como Técnico de futebol: Técnica e Tática; Gestão e Marketing Esportivo; Gestão Pública do Esporte e Fisioterapia Esportiva.

Conhecido pelo currículo invejável, Luxemburgo transparece o seu estilo professor em todas as equipes em que já dirigiu, entre elas Santos, Corinthians, Palmeiras, Flamengo, Cruzeiro, Seleção Brasileira e Real Madrid, da Espanha.

Em homenagem ao Dia do Professor, confira os técnicos atuais que possuem jeitão de educador

Sem mais artigos