O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, defendeu no domingo (17/05), em uma passeata organizada por homossexuais no Rio de Janeiro em favor dos direitos desse coletivo, a aprovação de uma lei que defina a homofobia como crime no Brasil.

“A homofobia já foi classificada como crime em algumas leis estaduais, mas não ainda na legislação nacional”, afirmou Minc, a única autoridade presente na marcha para comemorar o Dia Mundial de Combate à Homofobia e pela Paz.

Atualmente está em trâmite no Congresso um projeto de lei que considera a homofobia um crime e prevê penas para pessoas com comportamentos ou atitudes homofóbicas.

A passeata organizada pelos homossexuais no Rio de Janeiro reuniu cerca de 50 pessoas na praia de Ipanema, que desfilaram com cartazes nos quais condenavam a discriminação.

O Dia Mundial de Combate à Homofobia foi adotado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para comemorar a decisão adotada pelo órgão em 17 de maio de 1990 de retirar o homossexualismo da classificação internacional de doenças.

Em passeata no RJ, Minc defende tipificação da homofobia como crime

Sem mais artigos