Quarto desafio contra os equatorianos e um retrospecto a seu favor. É com essa situação que Dunga e a seleção brasileira entrarão em campo neste domingo (29) em Quito para o duelo contra o Equador.

Desde que assumiu o comando da equipe do Brasil, o técnico Dunga não perdeu nenhum jogo para os equatorianos, possui três vitórias em três jogos, destaque para a goleada por 5 a 0 no Maracanã no primeiro turno das Eliminatórias.

No entanto, o retrospecto do Brasil tem seu lado negativo. Sob o comando de Dunga, a seleção jogou em cinco oportunidades sem o meia Kaká e apenas em uma delas conseguiu marcar gols.

Além da equipe equatoriana, os brasileiros terão um adversário chamado altitude. Com a partida sendo realizada em Quito, a bola tem uma velocidade diferente devido à falta de resistência do ar. Outro problema é a falta de ar que muitos atletas sentem em locais altos.

O jogo ganhou uma importância maior após os resultados deste sábado (28). Com a vitória da Argentina, o Brasil perdeu a segunda posição e viu o Uruguai, que bateu o Paraguai, se aproximar na tabela também. Já o Equador precisa vencer para não ficar para trás na disputa por uma vaga no Mundial.

Aposta

Elano e Robinho terão um adversário conhecido em campo. O atacante Felipe Caicedo é companheiro dos atletas no Manchester City e os três apostaram 20 jantares para ser pago por aquele que perder o duelo em Quito.


“Eu e o Robinho apostamos com o Caicedo que quem perder pagará o jantar. Mas será um jantar para 15, 20 pessoas, porque somos em muitos lá. É uma aposta saudável, não é para criar problema”, disse Elano.

O que: Equador x Brasil
Quando: domingo às 18h
Canal: Globo, Sportv e ESPN Brasil

Em Quito, Dunga busca quarta vitória contra Equador

Sem mais artigos