O guitarrista Chad Taylor, um dos compositores do grupo americano Live, postou um texto no site oficial da banda durante o último fim de semana, em que decretou o fim da banda da Pensilvânia após 21 anos de atividade.

Segundo o guitarrista, a banda havia primeiramente decidido entrar em hiato. Mas, durante a pausa, descobriu compromissos contratuais assinados pelo ex-vocalista Ed Kowalczyk sem a permissão da banda, cujo conteúdo não foram divulgados.

A nota triste para os fãs pode ser lida abaixo em sua íntegra, como vista na tradução do site especializado em rock Whiplash.

Querido amigo do Live,

Deixe-me começar por agradecer-lhe a sua lealdade de muitos anos de dedicação à nossa música. Bandas são sortudas se têm um sucesso e desaparecem, mas, no caso do Live, nos mantivemos relevantes por mais de 20 anos. Hoje estou escrevendo a você, fã da banda, com uma triste notícia.

Como muitos sabem, o Live estava tendo um tempo difícil para manter as coisas. Após muitos anos de amizade, amor e risos, tornou-se claro que as coisas tinham o seu curso. Eu estava perdido. Nosso relacionamento de trabalho com o Ed tinha esfriado e estávamos nos limitando a poucas palavras nos últimos meses. Nós concordamos, em prol do futuro da banda, fazer uma pausa e anunciar o hiato. Durante esse período, descobrimos um contrato firmado em 2005, em que contrataram a banda para uma obrigação legal que não teve aprovação da maioria. Tinha apenas a assinatura de Ed.

Rapidamente tentamos uma comunicação aberta com Ed ou sua equipe de advogados, mas não obtivemos resposta. Nosso hiato se transformou em um rápido rompimento. Chade, Patrick e eu não temos planos para substituir Ed, neste momento. No entanto, ele não será mais um membro da nossa banda. Estamos animados com as possibilidades que aparecerão e vamos juntar forças com cantores e instrumentistas, o que irá manter elevados os ideais estabelecidos pela banda e seus fãs. Sim, pode ser que saiam gravações ao vivo e turnês no futuro, mas somos todos muito realistas de que nunca será o mesmo sem Ed. Isso não significa que não pode ser grande.

Como vocês, estamos muito tristes com as descobertas que fizemos, mas como muitos de vocês sabem, a vida tem um jeito próprio de conduzir as coisas. Ed estará sempre ligado ao Live e nunca iremos fazer tentativas de colocar à sombra suas consideráveis contribuições líricas e melódicas à nossa música.

Fique atento ao site para mais detalhes sobre nossos planos futuros. Peço também que todos levem um tempo para lembrar o lado positivo de energia que Ed, Chade, Patrick e eu passamos tantos anos levando para frente. Estou me esforçando para não ser julgador e deixar a vida fluir livremente em torno de mim.

Amor,
Chad Taylor

Em nome de Chade Gracey e Patrick Dahlheimer

Sem mais artigos