Nas décadas de 60 e 70, a escritora Clarice Lispector colaborou para a Revista Manchete e para o Jornal do Brasil como repórter, colocando uma enorme dose do seu estilo literário num campo que ainda se permitia experimentalismos.


 


Reunidas no livro Entrevistas, lançado em maio de 2007 pela editora Rocco, as conversas de Clarice com gente do calibre de Jorge Amado, Oscar Niemeyer, Chico Buarque e Tom Jobim, entre outros, trazem para a literatura o jeito irreverente de Clarice entrevistar, lançando perguntas ora complexas, ora tão simples que eram difíceis de responder.


 


Suas introduções dos entrevistados eram fantásticas, e como a maioria eram pessoas que ela conhecia pessoalmente, o tom intimista prevalece, sempre às voltas com a inquietação de quem quer saber mais um pouco.


 


O filme De Corpo Inteiro – Entrevistas, da diretora Nicole Algrati (sobrinha-neta da escritora), foi inspirado neste trabalho de Clarice como jornalista.


 


Com pitadas de ficção, mostra Clarice em encontros com as mais variadas personalidades, dando uma aula de interação jornalística ao mergulhar poeticamente no mundo de pessoas, entre elas um cantor, um psicanalista, um escritor, uma pintora e outros.


 


“Há mil Rubens dentro de Rubem Braga, é claro, assim como há mil clarices em mim. E tanta coisa eu desconheço em Rubem que era melhor entrevistá-lo de vez. Pelo menos tentarei atenuar o seu mistério”, escreve a Clarice na abertura de sua entrevista com Rubem Braga.


 


Participam do filme as atrizes Letícia Spiller (quando Clairice vai para Salvador entrevistar Carybé e Jorge Amado), Silvia Buarque e Beth Goulart e o ator Chico Diaz, entre outros, fazendo as vezes de Clarice e dos entrevistados.

Entrevistas feitas por clarice Lispector ganham homenagem em DVD

Sem mais artigos