Um relatório da ONU que acaba de ser publicado alerta que redes e equipamentos de pesca abandonados ou perdidos colocam em risco peixes e outros animais do oceano.

Segundo o boletim, esses equipamentos, chamados “fantasmas”, representam cerca de 10% (ou 640 mil toneladas) dos resíduos que se acumulam debaixo d’água.

A ONU avisa que o problema tem piorado nos últimos anos com o aumento na escala de operações de pesca e o uso cada vez maior de equipamentos sintéticos. Entre os animais prejudicados estão peixes, tartarugas, aves e mamíferos marinhos.

Danos também podem ocorrer com no solo marinho e no meio ambiente no geral, aumentando os riscos para embarcações.

Um exemplo local dá a ideia do problema. Só na baia de Chesapeake, leste dos EUA, são perdidas 150 mil armadilhas de caranguejo por ano.

Estimativas apontam também que cerca de 8 milhões de itens de lixo são lançadas nos oceanos e mares todos os dias, dos quais 5 milhões (63%) são resíduos sólidos jogados ou perdidos por barcos.

Sem mais artigos