Difícil hoje encontrar alguém que nunca tenha ouvido falar no Twitter. A rede social que mais cresce ganha cada vez mais popularidade no Brasil e todos os dias novos seguidores aderem à moda de mostrar para o mundo o que você acha dele, em 140 caracteres.


 


Como toda boa novidade, a cada dia surgem novos aplicativos e ferramentas pra turbinar o seu perfil. Pra que você não fique de fora de nenhum, durante toda semana passada o Virgula selecionou as mais recentes e úteis, pra você não fazer feio dentro da rede. Veja as dicas!



 


Descubra quem deixou de lhe seguir no microblog


 


Quer saber quem deixou de seguir o seu perfil dentro do Twitter? Conheça então o serviço Qwitter – um dispositivo que avisa quando alguém der um “unfollow” em você.


 


Para fazer o controle, é só entrar em http://useqwitter.com, colocar o seu nome de usuário e um endereço de e-mail. A ferramenta faz uma varredura no seu Twitter e envia um comunicado sempre que alguém deixar lhe seguir.


 


Drible o limite de 140 caracteres do Twitter


 


O barato do Twitter é justamente a ideia de sintetizar o texto e resumir um comentário a 140 caracteres, um pouco menos do permitido em uma mensagem de SMS, por exemplo.


 


Mas… sabe como é. Tem gente que não consegue se expressar em espaço tão pequeno. Por isso vale a dica do uri.is, um serviço que permite extrapolar o limite imposto pelo Twitter.


 


Praa usá-lo é só escrever o texto no tamanho que quiser e depois fornecer seu nome de usuário e senha. A publicação é automática e o post segue com um link de “leia mais” para seus seguidores poderem ver o resto do que foi escrito.


 


Blablabra mostra o que bomba entre os twitteiros brasileiros

O ranking de trending topics do Twitter mostra quais são os assuntos mais comentados mundialmente dentro do microblog. Mas o que anda fazendo a cabeça dos twitteitos tupiniquins? Esse é o barato do blablabra.

O site, por meio de vários rankings e gráficos, não exibe apenas os assuntos que estão em pauta entre os brasileiros. Mas também quais são os perfis mais respondidos e retwittados e a movimentação do serviço no País (quantos tweets por segundos). É uma ótima fonte de pesquisa.


 


Não sabe quem seguir no Twitter? O Twubble sabe


 


Resolveu entrar no Twitter, achou apenas alguns de seus amigos por lá, e quer sugestões de pessoas bacanas para seguir? Esse é o papel do aplicativo Twubble. Ele vasculha os perfis de seus amigos e seleciona os usuários que aparecem com bastante frequência no Twitter das pessoas que você já segue.


 


Para usá-lo é preciso colocar a senha do seu Twitter, o que é chato. Mas vale a pena, pois as indicações são realmente boas. Você pode filtrar a pesquisa e pedir para que o site coloque no topo das buscas as pessoas que atualizam o microblog com mais frequência, ou mesmo aquelas que moram na mesma região que você.


 


Faça o backup do seu Twitter


 


Você é daqueles fãs de tecnologia bem prevenidos? Que fazem backup do computador e salva os MP3 em CDs? Então vale dar uma olhada no Tweetake.


 


O site faz o backup de todo o conteúdo do seu Twitter – quem usa o serviço sabe que às vezes ele sofre umas falhas absurdas, e muitos usuários reclamam de terem perdido seus posts e/ou a lista de seguidores.


 


Para utizá-lo é preciso dar o seu usarname e a senha do seu perfil (pois é…). Pode-se escolher entre salvar tudo (lista de Followers, Favorites, Direct Messages, Friends e Post) ou apenas um desses itens. O Tweetake salva essas informações em um arquivo Excel para ser salvo no computador.


 


Twidraw, uma mistura de Paint com Twitter


 


Mais uma da série “aplicativos divertidos para serem usados com o Twitter”. A bola da vez é o Twitdraw, um Paint simplificado em forma de site.


 


Seu funcionamento é o mais bobo: desenhar em uma tela e compartilhar o retrato no microblog. O mouse faz as vezes de pincel digital e a ideia não se mostrar um Picasso para os seus seguidores. Ao contrário: é para se divertir, já que os traços feitos são bem infantis.


 


 

Especial Twitter: As dicas do Virgula para você não fazer feio no microblog

Sem mais artigos