Um filhote de esquilo vermelho foi resgatado depois que seu ninho foi varrido pelo vento. Agora ele é amamentado com uma seringa de leite e vive dentro de um chapéu. Os esquilos vermelhos são uma espécie considerada em extinção.

Um pedestre conseguiu ver o filhote caído debaixo de uma árvore em Great Ormside, uma pequena vila na Inglaterra. Isso foi a salvação para Charles, um filhote de esquilo vermelho. Encaminhado para o Penrith and District Red Squirrel Group, um grupo que ajuda a preservar essa espécie ameaçada em Great Ormside, Charles agora tem uma mãe adotiva. Sarah McNeil vai cuidar dele até que possa voltar para a vida selvagem.

Charles recebeu esse nome em homenagem ao Príncipe Charles, que também é um conservacionista dos esquilos vermelhos. O jardim do castelo de Balmoral, na Escócia, é um santuário para esses bichinhos.

Agora ele mora em uma gaiola de 1,2 metros por 91 centímetros no apartamento de Sarah. Para que ele se sinta em casa, a gaiola está cheia de musgo, raminhos, folhas e fiapos. O “ninho” é dentro de um chapéu de feltro que simula o calor da mamãe esquilo.

Sarah McNeil segura seu filho adotivo, Charles, dentro do ninho em um chapéu (Foto: Reprodução/Daily Mail)

Sarah McNeil segura seu filho adotivo, Charles, dentro do ninho em um chapéu (Foto: Reprodução/Daily Mail)

Os esquilos vermelhos estão em extinção. Desde a década de 40 há um declínio muito grande no número de esquilos. Os motivos para esse declínio não foram completamente descobertos. Acredita-se que a chegada e crescimento dos esquilos cinza e de tipos de gripe de esquilo sejam as principais razões.

A mãe adotiva, Sarah McNeil explica: “Os cinzas são mais agressivos e são portadores imunes da gripe de esquilos, doença que pode matar os vermelhos com facilidade”.

Sem mais artigos