Niguém mais conhece Britney Spears e Ashton Kutcher do que seus mais de 3 milhões de seguidores na rede social Twitter, mas o microblog tem também outras estrelas que não estampam capas de revistas.


 


Como Heather Armstrong, uma mãe blogueira de Salt Lake City cujas ácidas e divertidas mensagens no Twitter arrastam uma legião de 1,4 milhão de pessoas no mundo. Ou Stefanie “Adventure Girl” Michaels, que começou a twittear há poucos meses quando ficou sem emprego e hoje é lida diariamente por 1,2 milhão de internautas.


 


A rede social Twitter, onde os usuários enviam a uma comunidade mensagens de não mais de 140 caracteres, elevou à fama alguns de seus mais ativos membros, aqueles que souberam atrair leitores com interesse, inteligência, originalidade e a graça de suas frases.


 


Da mesma forma que 1,4 milhão de pessoas começam a cada dia repassando os tweets da Casa Branca sobre as novidades do Governo americano, 1,2 milhão de pessoas seguem diariamente as mensagens de John Dickerson, um jornalista veterano surpreendido com seu êxito no Twitter que “twittea” sobre assuntos de política.


“Eu ainda acho que é algum tipo de equívoco da informática”, brinca Dickerson em declarações à Agência Efe. “Qualquer dia virão agentes da companhia e tirarão todos os meus seguidores”.


 


Falando sério, Dickerson acredita que sua tarefa não é muito diferente da de um jornalista. “Levo as pessoas a lugares que não podem ir”, afirma sobre seus “tweets”. “E suponho que elas gostam do que escrevo”, acrescenta.


 


Da mesma forma que Dickerson, Veronica Belmont – quase 1,4 milhão de seguidores – também é jornalista, embora sempre tenha perambulado pelo mundo tecnológico.


 


Como quase todas as estrelas do Twitter, a popularidade de Belmont aumentou depois que a rede social incluiu seu nome na lista de usuários recomendados, embora antes disto já alcance um nada desprezível número de 50 mil seguidores.


 


“O Twitter deu a oportunidade de levar meu trabalho a um montão de gente e isto é realmente excitante”, disse à Efe. “Twitter ajuda a divulgar blogs e projetos em grande estilo. É outro nível de comunicação e contato entre editores e leitores, onde estes podem oferecer reações instantâneas e diálogo além dos comentários”.


 


Belmont escreve geralmente novidades tecnológicas e seus “tweets” favoritos incluem link e alguma análise, tudo isso em 140 caráteres.


 


Mas nem todos os grandes twitteros são jornalistas. Stefanie “Adventure Girl” Michaels escreve comentários ou recomendações sobre viagens e Brandon Mendelson, com quase 1 milhão de leitores, cobre um pouco de tudo, compartilhando com seus seguidores ideias e ações da internet que considera inspiradora.


 


Independentemente do estilo, todos estão unidos por duas características: paixão pelo que fazem e muitas, muitas horas conectados à internet e especificamente no Twitter.


 


Estes twitteros não se separam da tela do computador ou do notebook e apreciam o interesse por seu trabalho. Após contatar por e-mail cinco dos usuários de Twitter mais famosos que não são personalidades públicas, quatro deles responderam em poucos minutos e demonstraram disponibilidade em participar da reportagem.


 


Eles são conscientes da importância de escrever com graça transmitindo algo interessante à audiência e sem superar os 140 caracteres.


 


“O segredo de um bom tweet? Humor e brevidade”, resume Dickerson. “Fazer com que as pessoas sintam que estás fazendo”.

Sem mais artigos