O goleiro dinamarquês Kim Christensen, do IFK Gotenborg, da Suécia, conhecido por ter diminuído as traves de forma proposital em partidas válidas pelo Campeonato Sueco, não recebeu nenhum tipo de punição pelo ocorrido.

A decisão foi anunciada pela Federação Sueca de Futebol, que chegou a fazer uma reunião para tratar da questão. Segundo Steffan Anderberg, presidente da Comissão Disciplinar da federação, não há motivos para aplicar qualquer tipo de punição.

“O árbitro da partida (contra o Orebro, em que ele foi flagrado pelas câmeras de TV) não relatou nenhuma postura inadequada e os atos em questão valeriam um cartão amarelo e não vermelho”, afirmou.

Sem mais artigos