Lembra daquela história de que os webhits são fenômenos limitados à  Internet e que um artista que surja com um vídeo viral não terá uma carreira longa e consistente? Pode esquecer essa conversa fiada!

Justin Bieber, que nasceu no Canadá poucos meses antes da conquista do tetracampeonato brasileiro na Copa do Mundo dos EUA, saiu do anonimato via YouTube para o topo das paradas quando tinha apenas 12 anos de idade. Tudo graças a um vídeo em que cantava uma música do Ne-Yo, que impressionou seu “padrinho” Usher.

No caso dele, o que mais chama a atenção são as dificuldades para compará-los com outros astros que surgem com sua idade. Tendo por trás de si uma gravadora do tamanho da Island/Def Jam, selo que abriga artistas como Kanye West, Rihanna e o próprio Ne-Yo, Bieber se tornou o primeiro artista a emplacar todas as músicas de seu disco de estreia entre os 40 singles mais tocados nos EUA.

Clicando aqui, você pode ver um vídeo em que a gente compara  Justin Bieber e outros artistas que bombaram quando eram adolescentes.

O mais bizarro de tudo é que o disco nem chegou às lojas na íntegra! My World 2.0 sai em 23 de março e promete levá-lo a um sucesso ainda maior, principalmente depois do vazamento da música Eenie Mini, em parceria com o caricato Sean Kingston.

De uma forma ou de outra, Bieber tomou de assalto as redes sociais, especialmente o Twitter. Diariamente, milhares de mensagens com o nome do garoto pipocam na rede de microblog, deixando Justin sempre entre os assuntos mais discutidos nos servidores do site – em bom “português”, nos Trending Topics.

Justin Bieber

Justin Bieber: novo Michael Jackson ou novo Jordy?

Histeria coletiva

Mas o que prova em definitivo que Justin Bieber bomba mais que outros “famosos” do YouTube (tadinha da Susan Boyle…) sonha em chegar é o fato de que o rapaz promove o caos adolescente em qualquer lugar onde apareça. Perto desse guri, a Beatlemania inteira parece uma reuniãozinha amistosa de bibliotecárias.

Onde quer que vá, Bieber torna os locais intransitáveis e muito barulhentos, muitas vezes causando problemas para as polícias locais. Na França, o garoto teve de sair escoltado após uma sessão de autógrafos. Em um caso mais grave, alguns fãs se machucaram num tumulto em um shopping de Long Island, nos EUA – por causa da confusão, o show do cantor que ocorreria no local  foi cancelado.

O melhor dessa história é que um vice-presidente de sua gravadora acabou detido pela polícia, responsabilizado pelo caso. De acordo com as autoridades, o empresário foi preso por não postar o cancelamento do show no Twitter. Dá pra acreditar?

Após tudo isso, o Virgula Música te pergunta: Justin Bieber veio para ficar ou é apenas uma modinha passageira? Comente abaixo!

Fenômeno do YouTube, Justin Bieber veio pra ficar ou é só uma moda passageira?

Sem mais artigos