Estudo interativo lançado pelo Centro de Políticas Sociais da FGV, em parceria com o Instituto Votorantim, permite ao internauta fazer simulações e medir o impacto de um curso profissionalizante em sua carreira.

De acordo com os organizadores, a pesquisa “Educação Profissional e você no Mercado de Trabalho” surge para servir de parâmetro online para os jovens que pretendem fazer um curso profissionalizante. Mesclando microdados de pesquisas recentes e uma interface interativa simples, o serviço permite a cada pessoa perceber como o mercado valoriza diferentes atributos pessoais.

Mais do que isso, o internauta pode inserir suas características individuais e obter simulações de como suas horas de trabalho, salário e empregabilidade são afetados por suas escolhas na área da educação.

Você pode fazer suas próprias simulações no site da FGV.

Empregabilidade

Um das conclusões da pesquisa “Educação Profissional e você no Mercado de Trabalho” é que ter formação profissional aumenta em 48% as chances de um indivíduo em idade ativa ingressar no mercado de trabalho.

O estudo também constatou que os salários daqueles que têm um curso profissionalizante são até 12,94% mais altos e é de 38% a probabilidade de se conseguir um trabalho com carteira assinada, em confronto com candidatos com escolaridade inferior.

Ainda de acordo com a pesquisa, 29 milhões de pessoas frequentam hoje cursos de educação profissional, o que representa 19,72% da população com mais de 10 anos de idade do Brasil.

O MEC disponibilizou a íntegra da pesquisa para download.

FGV lança simulador para medir impacto de curso profissionalizante na carreira

Sem mais artigos