A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou hoje uma lista de 13 equipes que disputarão a próxima temporada da Fórmula 1, e que inclui todas as escuderias que ameaçaram não competir no próximo ano.

A lista para a temporada de 2010 inclui três equipes a mais que em 2009, depois que a FIA limitou o número máximo de carros a 26, e inclui as dez escuderias que já competem este ano, mais a Campos, a Manor Grand Prix e a Team US F1. As três novas equipes usarão carros com motores da empresa britânica Cosworth.

McLaren, Sauber, Renault, Toyota e Brawn apresentaram sua inscrição com a condição de que fossem alteradas as mudanças regulamentares para 2010, e a FIA as convidou a levantar essas premissas até a próxima sexta-feira, para tornar definitiva a inscrição.

A lista inclui a Ferrari e as outras equipes que tinham ameaçado sair do Mundial de Fórmula 1, insatisfeitas com as mudanças introduzidas pelo presidente da FIA, Max Mosley.

Além da escuderia italiana, a única que não ficou de fora de nenhum Mundial desde sua criação, Renault, Toyota, Red Bull e Toro Rosso tinham feito a mesma ameaça. Essas equipes não compartilham do projeto de Mosley de limitar a partir do próximo ano o orçamento das equipes em 45 milhões de euros, sem contar as despesas de patrocínio e o salário dos pilotos.

Embora sejam partidárias de reduzir as despesas, essas equipes impulsionaram dentro da Associação de Equipes de Fórmula 1 (Fota) uma iniciativa para que a redução ocorra de forma progressiva.

 

Sem mais artigos