A Fifa anunciou hoje que o Chelsea está
proibido de contratar jogadores nas próximas duas janelas de
transferência do futebol europeu.

A entidade considerou o clube culpado de incentivar o atacante
francês Gaël Kakuta a romper contrato com o Lens, em 2007, para
jogar pela equipe londrina.

Kakuta, que na época tinha 16 anos, assinou com o Chelsea, o que
levou o clube francês a entrar com uma ação na Fifa para reivindicar
uma compensação financeira e pedir sanções esportivas tanto ao
jogador como ao time inglês.

O anúncio da punição foi feito hoje pela câmara de arbitragem da
Fifa. O Chelsea terá que pagar 130 mil euros ao Lens e ficará
proibido de contratar jogadores até janeiro de 2011, o que fará o
clube perder duas janelas de transferência.

O próprio jogador também foi sancionado. Além de ter sido multado
em 780 mil euros por romper o contrato com o clube formador, o
atacante e ficará 4 meses sem poder atuar pela equipe inglesa.

O Chelsea já anunciou que vai recorrer, “com a maior contundência
possível”, da decisão da Fifa.

Em comunicado oficial emitido em seu site, o clube, cujo dono é o
magnata russo Roman Abramovich, disse que a punição “não tem
precedentes” e é “totalmente descabida”.

“Não podemos comentar nada mais até que tenhamos recebido a
explicação completa por escrito dessa decisão extraordinariamente
arbitrária”, acrescenta a nota.

Sem mais artigos