Na série Filhos do Carnaval, que acaba de chegar à segunda temporada na TV, exibida pelo HBO Latina, Nilo é o narrador. Ele é um dos protagonistas e provavelmente o que desperta mais carinho no telespectador, apesar da truculência evidente à primeira vista.

Nilo é interpretado por Thogun: carioca da gema, nascido e criado na periferia, rapper há mais de 20 anos. “Minha casa ficava a 50 metros da boca de fumo, e a 150 da escola; adivinha o que poderia ter acontecido?” diz.

Mas em vez de seguir pelo caminho mais “fácil”, o que todos já estão cansados de saber que pode acontecer com garotos que moram na periferia do Rio de Janeiro, Thogun preferiu trabalhar como vendedor e segurança para pagar um curso e tentar uma vaga na Polícia Federal.

Reprovado, ele seguia com os empregos e sua carreira como rapper, que apesar de não render dinheiro, permitia que fosse conhecido nas comunidades tratando de temas políticos, raciais e sociais. Por conta desse talento, participou em 2003 do documentário Fala Tu, que retratava o cotidiano de quatro  rappers de comunidades carentes. E foi através desse trabalho, assistido por Cao Hamburger, diretor de Filhos do Carnaval, que apareceu o Nilo em sua vida.

A partir dessa primeira experiência como ator, outras oportunidades foram surgindo – em longas como Tropa de Elite, Quanto Dura o Amor?; curtas como Ópera do Mallandro e Chales Manson; nos seriados Força Tarefa, A Diarista, Dicas de um Sedutor; e nas novelas A Favorita, Beleza Pura, Páginas da Vida etc – e todas, mesmo que em pequenas aparições, eram aproveitadas pelo estreante que continua querendo aprender cada vez mais.

“Pra mim, tudo é um começo que se repete o tempo inteiro. E eu continuo com meus pés no chão. Sou muito sortudo. Aprendi muito com gente muito boa como Jece Valadão, Cao Hamburger, Christian Duurvoot, Fátima Toledo, Sérgio Penna (os três últimos, preparadores de elenco) e quero aprender muito mais, porque eu não tenho formação, virei ator pra não fugir da polícia, mas quero estudar para ficar cada vez melhor” afirma.

Thogun também estuda direção e roteiro para cinema em uma escola da capital paulista, onde mora. E a sétima arte sempre esteve presente em sua vida, desde garoto: “eu morava perto de um cinema que não tinha como comprar novos filmes para as matinês de domingo, então eles repetiam várias vezes os filmes dos Trapalhões, e eu assistia todos, e adorava. Acho que devo a isso e ao fato de ter namorado três bilheteiras a minha paixão pelo cinema”, e cai na gargalhada com sua voz forte e marcante que toma conta do ambiente.

Atualmente ele se prepara para viver “Bolinha”, chefe de uma gangue no longa Dois Coelhos, dirigido por Afonso Poyart; faz participações no Beat It, da MTV; gravará um videoclipe para retomar sua carreira de rapper; tem projetos para apresentar um programa de entrevistas e fará participações na minissérie Cinquentinha, da Rede Globo, e em Tropa de Elite 2. Dá até um cansaço de listar tudo, e de saber que nem é tudo, porque pelo visto, quanto mais, melhor.

Para saber mais sobre Filhos do Carnaval, clique aqui e confira uma resenha feita na época do lançamento na TV.

E hoje (25/10) a HBO exibe mais um episódio da segunda temporada, a partir das 22 horas.

Sem mais artigos