As forças de segurança do México, numa ação inesperada, invadiram o avião que aterrissou nesta quarta-feira (9) na capital mexicana com sequestradores a bordo.

Segundo a rede de TV Televisa, a operação teve início depois que os passageiros deixaram a aeronave.

O secretário de Comunicações e Transportes do México, Juan Molinar Horcasitas, informou que a situação foi controlada e que nunca houve explosivos na aeronave, como os sequestradores haviam dito.

Horcasitas, no entanto, não quis revelar quantos sequestradores foram detidos, embora nas imagens transmitidas pela Televisa fosse possível ver várias pessoas com os braços para o alto e escoltadas pela Polícia.

Segundo ele, os sistemas funcionaram bem e todos os passageiros estão a salvo. Além disso, assegurou que os sequestradores não conseguiram ter acesso à cabine dos pilotos.

O avião, com 104 pessoas a bordo, foi sequestrado nesta quarta-feira e aterrissou na Cidade do México, após deixar o balneário mexicano de Cancún.

Os sequestradores diziam levar explosivos e que os detonariam caso não fossem atendidos pelo presidente mexicano, Felipe Calderón.

Sem mais artigos