Nesta terça-feira (9), penúltimo dia de desfiles do Fashion Rio, o que se viu foram looks simples, leves e confortáveis, e o contraste entre maxivolumes, comprimentos curtíssimos e alfaiataria minimalista.

Walter Rodrigues abriu o dia com um desfile à beira-mar, na parte exterior do Pier, e desta vez trocou seus habituais trajes de festa luxuosos por looks básicos, muito preto e branco, alfaiataria e transparências sutis.

Em seguida, a Sta. Ephigênia de Luciano Canale retratou a mania por bolas de vários tamanhos da artista japonesa Yayoi Kusama em uma coleção psicodélica, com tecidos cintilantes e paetês gigantes. E muitas bolas, é claro.

Alessa veio em seguida com um desfile gracioso e bem-humorado, inspirado na gastronomia, com referências a aventais e estampas de pratos e bocas em várias peças. Coloridíssima e feminina, a marca levou à passarela vestidos curtinhos, macacões abaulados e calças confortáveis.

Lenny propôs um verão chique e sóbrio, sem firulas e prediminância de cores neutras e estampas naturais – com esceção de um ou outro detalhe amarelo ou verde neon. Os recortes, cinturas bem definidas e ombros proeminentes tiveram um quê de anos 80.

A jovem Giulia Borges, que integra o line-up do evento desde o ano passado, apresentou uma coleção inspirada em balões, pipas e outras dobraduras, com muitos balonês, babados e franjas, além de volumes que beiraram a excentricidade.

Para encerrar, a coleção de Fafá Cosenza para a Tessuti veio com a intenção de reviver a elegância dos anos 20 nos salões de jazz, com franjas, plumas, tranparências, calças corsário e tecidos acetinados.

Escolhas do Vírgula: os acessórios grandes e coloridos da Alessa são boas pedidas para o verão, desde as pulseiras que parecem doces até os brincos e colares de boquinhas.

Franjas, bolas e inspiração na gastronomia foram alguns dos destaques de ontem no Fashion Rio

Sem mais artigos