Um dos mais procurados foragidos da Justiça japonesa, que estaria envolvido no macabro assassinato de uma jovem britânica em 2007, foi detido hoje em Osaka, no centro do país, segundo a edição eletrônica do jornal Mainichi.

Há dias de volta ao noticiário, Tatsuya Ichihashi, de 30 anos, teria sido filmado por câmaras de segurança em Nagóia, cidade próxima a Osaka, depois de ter passado por uma cirurgia plástica.

De acordo com a imprensa, o foragido, utilizando uma carteira de identidade falsa, trabalhou como operário para uma construtora da província de Osaka até o mês passado.

Porém, ele teria deixado suas impressões digitais em imóvel, a partir das quais a Polícia começou a seguir sua pista e chegar até o criminoso.

O suspeito foi detido hoje, após mais de dois anos fugindo das autoridades. Levado pela Polícia de Osaka, ele confessou sua verdadeira identidade.

Em 2007, a morte da britânica Lindsay Ann Hawker, de 22 anos, comoveu as sociedades japonesa e britânica. A jovem foi encontrada no apartamento de Ichihashi sem roupa, com sinais de agressão e enterrada em uma banheira cheia de areia.

Ichihashi, que era procurado por ocultação de cadáver, também vai ser interrogado sobre sua possível participação no crime, segundo a agência de notícias local Kyodo.

O japonês fugiu quando as autoridades revistariam seu apartamento dias após o desaparecimento de Hawker, que era professora de inglês no Japão.

A inglesa chegou a dizer a um amigo americano que Ichihashi, então com 22 anos, havia perseguido-a uma vez e que daria uma aula particular ao suspeito no dia anterior ao que seu corpo foi achado.

Sem mais artigos