Os funcionários dos Correios em todo o país entraram em greve na manhã desta quarta-feira (16). Os trabalhadores reivindicam reajuste salarial de 41,03% e aumento de R$ 300 no piso da categoria, redução da jornada de trabalho sem redução de salário e contratação de mais servidores via concurso.

Os Correios sinalizaram um aumento de 4,5%, correspondente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado nos últimos 12 meses até a data-base, que foi no dia 1º de maio, mas os servidores não aceitaram.

De acordo com o secretário-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios, José Rivaldo da Silva, cerca de 30 dos 34 sindicatos de empregados dos Correios estão em greve. Cerca de 116 mil pessoas trabalham nos Correios.

Sem mais artigos