O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, voltou a negar hoje (29) que o governo tenha abandonado o projeto dos biocombustíveis por causa das discussões sobre o petróleo da camada pré-sal. Segundo Gabrielli, a estratégia para o biodiesel e o etanol continua a mesma, e os investimentos na área continuarão de acordo com o que já vinha sendo planejado com o governo.

“Nossa estratégia é que vamos ser líderes na produção mundial de biodiesel. Na área de etanol, nós vamos ser um grande ator na comercialização mundial e vamos crescer nossa produção de etanol. Temos um orçamento de US$ 2,8 bilhões para os próximos cinco anos e temos uma empresa criada só para cuidar disso, que é a Petrobras Biocombustíveis”, afirmou Gabrielli.

Ele também defendeu que o Brasil invista nos dois modelos energéticos. “É importante estar nas duas frentes: tanto na nova fronteira do petróleo, que é o pré-sal, quanto na produção de etanol e biodiesel no Brasil”, completou.

Sem mais artigos