A imobiliária General Growth Properties, segunda principal proprietária de shoppings dos Estados Unidos, anunciou hoje sua falência, a maior da história do setor nos Estados Unidos, após não conseguir refinanciar uma dívida de mais de US$ 27,3 bilhões (R$ 59,59 bilhões).

A General Growth, que possui mais de 200 shoppings nos EUA, pediu a proteção do Capítulo 11 da Lei de Falências americana ao Tribunal Federal de Falências de Nova York, declarando ativos totais de US$ 29,5 bilhões (R$ 64,39 bilhões).

“Embora tenhamos trabalhado incansavelmente nos últimos meses para atender o vencimento de nossas dívidas, o colapso dos mercados de crédito tornou impossível o refinanciamento das dívidas vencidas fora do Capítulo 11”, assinalou em nota Adam Metz, principal executivo da firma.

A declaração de falência identifica a Eurohypo AG, uma unidade do Commerzbank AG, como o maior credor não assegurado de General Growth, acumulando uma dívida de US$ 2,6 bilhões (R$ 5,67 bilhões), por dois empréstimos.

Já aos acionistas, a empresa deve cerca de US$ 4 bilhões (R$ 8,73 bilhões).

Grande parte da dívida da companhia pode ser atribuída à sua compra, em 2004, da construtora Rouse, especializada em prédios comerciais, pela qual pagou US$ 11,3 bilhões (R$ 24,66 bilhões).

A General Growth, com sede em Chicago, perdeu 81% de seu valor de mercado nos últimos seis meses, após informar que estudava a possibilidade de declarar falência.

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está a um clique daqui!

Sem mais artigos