O ex-seminarista Gil Rugai, que responde na Justiça pelo assassinato de seu pai, o empresário Luiz Rugai e a mulher, Alessandra Troitino, na residência em que ambos viviam, no bairro paulistano de Perdizes, em 2004, foi aprovado na primeira fase do vestibular 2010 da Fuvest, e pode ser calouro da Universidade de São Paulo no ano que vem.


 


Rugai deverá realizar as provas da segunda fase, entre 3 e 5 de janeiro, na Unibero (Centro Universitário Ibero-Americano) da Bela Vista região central de São Paulo, segundo a lista oficial divulgada na manhã desta segunda-feira (14). Em agosto, ele havia sido aprovado na primeira fase do vestibular da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, para o curso de medicina, mas não compareceu para a segunda fase.


 


Na época, seu advogado, Fernando José da Costa, informou que avisaria a Justiça de uma eventual aprovação de Rugai, para evitar o que ele classificou de “prisões absurdas”. Antes, o ex-seminarista havia se mudado para Santa Maria, no Rio Grande do Sul, com o objetivo de estudar medicina na Universidade Federal de Santa Maria.

Sem mais artigos