Em situação cada vez mais crítica, a General Motors empenhou todas as fábricas da alemã Opel, sua subsidiária na Europa. A medida foi uma atitude extrema para que a montadora consiga obter crédito e tente escapar da falência.

Salvar a Opel vem sendo um desafio inclusive para a primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, uma vez que ninguém quer investir na empresa. Para os especialistas, com a medida da GM as chances se tornam praticamente inexistentes e a empresa alemã, sem patrimônio, está prestes a quebrar de vez.

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está a um clique daqui!

Sem mais artigos