O técnico Guardiola exibiu um vídeo com trechos do filme “Gladiador” ao elenco do Barcelona pouco antes da final da Liga dos Campeões, como motivação para encarar o Manchester United.

Cerca de 17 minutos antes do jogo, quando os ingleses já batiam bola no gramado do Estádio Olímpico de Roma, o treinador passava o vídeo. A trilha sonora era “Nessun Dorma”, ária do último ato da ópera “Turandot”, de Giacomo Puccini.

Este detalhe dos bastidores da final foi contado pelo jornalista Santi Padró, da “TV3” e amigo particular de Guardiola, que fez o vídeo.
“Recebi uma mensagem dele que dizia: ‘Preciso de um favor para poder conquistar a Copa da Europa'”, comentou Padró em um programa da televisão autônoma catalã.

Segundo ele, o vídeo – que passará segunda-feira na “TV3” – misturava imagens da equipe em ação e de “Gladiador”, produção de 2000 dirigida por Ridley Scott e que levou cinco prêmios Oscar, entre eles os de melhor filme e ator, para o neozelandês Russell Crowe.

A história conta a saga de um general romano que, traído pelo imperador Commodus – que matou seu pai, Marco Aurélio, para assumir o trono -, acaba se tornando escravo e gladiador até conseguir sua vingança.

Pedro contou que o único pedido de Guardiola foi que o vídeo tivesse imagens dos 24 jogadores do elenco. A fita ficou com 18 minutos, mas depois cai para sete.

Guardiola viu as imagens na segunda e prometeu ao jornalista que, se o time fosse campeão, autorizaria sua exibição na tv. Segundo algumas versões, muitos jogadores se emocionaram.

Padró reconheceu nesta sexta-feira que, depois de ver o Manchester dominar os minutos iniciais, se mostrou preocupado, mas os gols de Eto’o e Messi acabaram com todas as dúvidas.

Guardiola passou trechos de "Gladiador" antes da final da Liga

Sem mais artigos