Neste domingo, faz um ano que Dorival Caymmi faleceu. O baiano se foi aos 94 anos, mas deixou aos brasileiros suas lindas composições que enriqueceram a música nacional.

Sua produção musical é considerada pequena, contudo o adjetivo é dado apenas com relação a questão numérica (pouco mais de 100 canções), uma vez que a grandiosidade de seu trabalho poderia ser elevada a algo maior que a décima potência. Autor de clássicos como Marina, O que é que a Baiana Tem, Saudade da Bahia, Eu vou pra Maracangalha, Caymmi agradava aos ouvidos com suas canções praieiras.

Os interessados na vida e obra desta grande figura devem conferir o Acervo Digital de Dorival Caymmi, que está no ar desde junho de 2009 e que reune mais de 2,5 mil itens – materiais guardados pelo próprio Caymmi durante sua vida -, entre fotos, partituras, etc.

Sem mais artigos