A história da organização ambiental Greenpeace pode virar filme. De acordo com diversos jornais internacionais, como o renomado Guardian, estúdios de Hollywood já teriam escolhido, inclusive, o diretor – Jon Turteltaub – e os produtores – Jerry e Janet Zucker.

O filme seria baseado nos livros dos fundadores da organização: Warriors os the Rainbow – A Chronicle of the Greenpeace Movement (Guerreiros do Arco-íris – Uma crônica da organização Greenpeace), de Bob Hunter, e Greenpeace: How a Group of Ecologists, Journalists, and Visionaries Changed the World (Greenpeace: Como um grupo de ecologistas, jornalistas e visionários mudaram o mundo), de Rex Weyler.

História

A organização começou, oficialmente, no dia 15 de setembro de 1971, quando um pequeno grupo de ecologistas e jornalistas levantou âncora do porto da cidade de Vancouver, no Canadá.

O barco de pesca, de 24 metros, rumou para as Ilhas Aleutas, no Pacífico Norte, local onde os Estados Unidos conduziram um teste nuclear. No mastro, era possível ler em uma bandeira as palavras Green e Peace, influência direta do pacifismo contra a Guerra do Vietnã que já tomava conta de uma geração.

Reza a lenda que o nome da organização foi fruto do acaso. As palavras isoladas, que expressavam a idéia de pacifismo e defesa do meio ambiente, não cabiam num broche que seria vendido para ajudar a arrecadar fundos para a viagem. Foi necessário juntá-las. Nascia o Greenpeace.

Hollywood planeja filmar trajetória do Greenpeace

Sem mais artigos