Um incidente cômico que acabou revelando a falta de seriedade dos tabelionatos de Salvador vazou hoje na internet e está dando o que falar.

O jornal Correio publicou nesta quarta-feira (16), uma matéria com uma cópia de uma suposta certidão de casamento do presidente Lula com a ministra Chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

Autenticado no último dia 10 de novembro pelo 5º Tabelionato de Notas, cartório localizado no bairro Comércio, em Salvador, o documento falsificado está gerando discussões e risadas.

Um dos funcionários da unidade, identificado como José Marcos Lopes Brito, teria assinado o papel como se Luiz Inácio da Silva e Dilma Vana Rousseff tivessem se casado há 15 anos, no dia 9 de setembro de 1994.

O curioso é que o funcionário sequer prestou atenção nos nomes ao assinar o documento, demonstrando total falta de profissionalismo. A cópia falsa foi levada ao cartório por um usuário comum, com o objetivo de denunciar as falhas nos serviços prestados no 5º Ofício e mostrar a que ponto chegam os desatinos praticados pelos tabelionatos da capital baiana.

Após pagar, segundo ele, R$8 de “comissão por fora” (700% a mais do que pagaria normalmente, já que o serviço custa de R$ 1 pela tabela cartorária), o homem, que prefere não se identificar, teve a certidão autenticada em poucos minutos.

“O departamento de arte da minha empresa adulterou uma certidão de casamento legítima. Chegando no cartório, só tinha essa xerox aqui na mão. Eles cobraram um valor maior para autenticar sem o original. Foi rápido e fácil”, relata. No documento, Dilma Vana Rousseff passa a se chamar Dilma Rousseff da Silva. Na filiação indicada no documento, o autor da denúncia teve o cuidado de colocar os nomes corretos dos pais de Dilma e Lula.

Sem mais artigos