A montadora japonesa Honda vai suspender a produção nas fábricas da América do Norte por 14 dias, divididos ao longo de três meses a partir de maio, com o objetivo de ajustar os níveis dos estoques.

A queda da demanda por automóveis no mundo todo, especialmente em Estados Unidos e Canadá, obrigou a empresa a tomar a medida. Com isso, a Honda vai reduzir em 62 mil veículos sua produção para finais do atual ano fiscal, que começou hoje no Japão e termina em março de 2010.

No mês de maio, as fábricas norte-americanas da Honda ficaram fechadas nos dias 1, 8, 15, 18, 22, 25 e 29, embora durante alguns desses dias a paralisação afete apenas unidades ou americanas, ou canadenses.

Em junho, a suspensão acontecerá em 5 e 19 nas fábricas norte-americanas da Honda, enquanto em julho a paralisação se dará em cinco dias consecutivos, entre 6 e 10.

A Honda disse que os funcionários que ganham por hora não serão remunerados em seis dos 14 dias de paralisação. A empresa também anunciou que vai oferecer pacotes de incentivo à aposentadoria antecipada.

A montadora tem unidades em Indiana, Ohio e Atlanta, nos EUA, além do Canadá e do México.

Sem mais artigos