Um dia depois do governo brasileiro anunciar que exigirá visto dos hondurenhos que desejam entrar no país, nesta sexta-feira (04) o governo do país latino-americano anunciou que adotará a mesma medida com os brasileiros que desejem visitar ou trabalhar em Honduras, aplicando o princípio da reciprocidade.

De acordo com Tegucigalpa, estão suspensos “os acordos sobre a isenção de vistos”, sendo que a medida não afetará os brasileiros que já vivem no país, mas serve para passaportes comuns, diplomáticos, oficiais ou de serviços.

A decisão do Itamaraty está relacionada com o golpe que, no último dia 28 de junho, retirou do cargo o presidente Manuel Zelaya, substituído por Roberto Micheletti, e o governo brasileiro destacou que atuou de acordo com resoluções da Organização das Nações Unidos e da Organização dos Estados Americanos.

Honduras também vai exigir visto de brasileiros

Sem mais artigos