Em entrevista à revista oficial da UEFA, o goleiro do Real Madrid, Iker Casillas, fez uma lista dos seus dez goleiros preferidos de toda a história.

Sepp Maier: O Oliver Kahn da sua época, já que sua influência no futebol alemão foi enorme tanto dentro como fora de campo. Pelo que ví em videos, ele era muito ágil para seu tamanho e também muito flexível, por isso o chamavam de Gato.

Oliver Kahn: Tem uma personalidade muito diferente da minha e é justo dizer que é um pouco excêntrico.

Buffon: Uma das melhores qualidades de um goleiro é a calma. A habilidade de manter-se frio sob pressão é importante e transmitir isso à defesa e ao resto do time tem um efeito positivo na equipe.

Peter Schmeichel: Essa lista não tem uma ordem em particular, mas se tenho que escolher o meu número um, seria Peter Schmeichel.

Yashin: Um dos grandes. Assisti suas acrobáticas paradas com uma mão em vídeo. Se nota que desenvolveu seus reflexos como goleiro de hockey de gelo. É o único goleiro que ganhou a Bola de Ouro. Seus rivais o temiam e o fator psicológico é importante contra os atacantes.

Iribar: Um dos melhores goleiros da Espanha. Sua presença era imponente e tinha a habilidade de intimidar os rivais.

Zoff: Sempre estava tranquilo, com muita presença de campo, muito sólido, dando muita confiança a zaga da sua equipe. Tinha reflexos fantásticos.

Chilavert: Foi único. Era um grande batedor de faltas e marcou 60 gols. Mas não sería justo que só o lembrassem por isso, até porque era um excelente goleiro.

Zamora: Nunca vi jogar, a não ser em alguns filmes antigos, mas é um ícone do futebol espanhol, cujo nome ficou imortalizado com o troféu que se dá toda temporada ao goleiro menos vazado.

Arconada: Foi muito valente, demonstrou personalidade e rapidamente chegou a seleção nos anos 80. Muitas pessoas dizem que temos estilos semelhantes.

Sem mais artigos