Segundo dados divulgados nesta quinta-feira (15) pelo Indicador Serasa Experian de Inadimplência do consumidor, o índice cresceu 3,9% no mês, frente a setembro de 2008 e registrou a menor variação anual desde junho de 2008.

Analistas do Serasa avaliam que a queda dos juros, recuperação do emprego formal e a renegociação de dívidas estão dando a oportunidade para o consumidor reorganizar sua situação financeira. O órgão também ressaltou que com a redução do desemprego e a expansão da atividade econômica, a inadimplência do consumidor deve apresentar quedas contínuas.

De acordo com o indicador, as dívidas com os bancos lideraram o ranking da inadimplência do consumidor entre janeiro e setembro, com 44,4% do total. Já os cartões de crédito e financeiras aparecem em seguida, com 36,3%. O terceiro lugar da lista fica com cheques sem fundos, com 17,3%, e os títulos protestados completam o ranking, com 1,9%.

Inadimplência cresce 3,9% em setembro

Sem mais artigos