A tendência de queda da inadimplência para consumidores e empresas deverá seguir em baixa nos próximos seis meses. Essa é a conclusão de um novo estudo divulgado na manhã desta quinta-feira (12), o Indicador Serasa Experian de Perspectiva da Inadimplência.

Segundo a pesquisa, em setembro, a perspectiva de inadimplência do consumidor para o período apresentou queda de 0,2%, chegando a 98,6 pontos, que representa o menor valor desde março de 2008, quando o indicador registrou o patamar de 97,9 pontos.

Com isso, o Indicador de Perspectiva da Inadimplência atingiu seu décimo recuo consecutivo, o que, na opinião da entidade, aponta para uma tendência de redução dos níveis de inadimplência bancária das pessoas físicas deverá continuar ao longo dos próximos meses.
No entanto, os técnicos da instituição ressaltam que os índices de queda estão ficando cada vez menores. Com isso, o ritmo de queda da inadimplência deverá cair no segundo semestre do próximo ando.

Já para as empresas, o indicador de perspectiva de inadimplência para os próximos seis meses, apurado em setembro, caiu 7,4%. Esta foi a sétima queda consecutiva do índice, que ficou em 98,6.

Para a Serasa, as sucessivas quedas mostram que a inadimplência das pessoas jurídicas, assim como a dos consumidores, também entrará em declínio já a partir deste trimestre, se intensificando no primeiro trimestre de 2010.

Inadimplência tem tendência de queda para os próximos seis meses

Sem mais artigos