No próximo dia 15, o  governo do distrito de Satara, no oeste da Índia, pagará 5 mil rúpias (o equivalente a R$ 180) a casais que adiarem em dois anos o nascimento de seu primeiro filho. As informações são do jornal Indian Express.


 


Lançado em 2007, a proposta tem como objetivo diminuir os índices de natalidade do local, que alcançaram o número de 17 nascimentos a cada mil habitantes. Ao todo, 2.366 casais se registrara; entretanto, destes, 155 desistiram da ideia.


 


Segundo os defensores do programa, a iniciativa tem dado certo: a taxa de natalidade caiu de 16,6 nascimentos a cada mil habitantes (em 2008) para 16,1 (em 2009).


 


Este será apenas o primeiro pagamento, no entanto. O governo de Satara deve pagar um total de 7,5 mil rúpias (cerca de R$ 290) aos casais que adiarem o nascimento de seu primeiro filho em mais um ano.

Sem mais artigos